26 de janeiro de 2010

porque não compreendo

"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões, é que se ama verdadeiramente. Porque eu, só por ter tido carinho, pensei que amar é fácil. É porque eu não quis o amor solene, sem compreender que a solenidade ritualiza a incompreensão e a transforma em oferenda."
(Clarice, Perdoando Deus, Felicidade Clandestina)

Um comentário:

Álvaro disse...

A clareza de Clarice sempre estimula nossa intrasparência do incompreendido a se aceitar. Bárbaro!